PATROCÍNIOS
  • Folha de Jaraguá

Acusado de duplo homicídio em Jaraguá participou de sequestro de gerente de banco em Itaguaru


Com informação G1/Goiás - O gerente de uma agência do Banco do Brasil e a família dele foram feitos reféns na quinta-feira (27) durante um assalto ao Banco do Brasil em Itaguaru, a 39 km de Jaraguá. De acordo com a Polícia Militar, a família foi levada para um cativeiro enquanto dois criminosos levaram o funcionário até o banco com a intenção de levar o dinheiro.

Segundo o tenente-coronel Ricardo Mendes, assessor de comunicação da PM, os assaltantes não estavam com armas aparentes, mas o vigilante da agência viu uma situação suspeita, impediu a entrada do gerente e dos assaltantes e chamou a polícia, que em poucos minutos negociou com os assaltantes, que liberaram o gerente em seguida.

Após ele ser libertado a corporação recebeu uma denúncia do local onde a família era feita refém e resgatou o grupo com um helicóptero.

“Imediatamente após a notícia crime, todos os esforços da Polícia Militar, determinados pelo comandante geral, foram para que a família fosse encontrada. Essas pessoas foram encontradas. Nós recebemos uma denúncia e deslocamos em um helicóptero até lá. Agora esta família já se encontra em um local seguro”, contou em entrevista à TV Anhanguera.

O assalto começou por volta das 10h da manhã de quinta-feira. Com a movimentação dos carros da PM, todo o comércio da cidade fechou as portas. Como negociação, a energia de Itaguaru foi desligada.

De acordo com a PM, o crime é conhecido como pertencente à modalidade “sapatinho”, em que os criminosos rendem a família do gerente de banco, tiram ela de casa, levam para um cativeiro e depois obrigam o gerente a abrir a agência para roubar dinheiro.

A PM não informou se o grupo conseguiu levar alguma quantia em dinheiro, mas, pelo fato dos assaltantes não terem conseguido entrar na agência, a suspeita é a de que nenhum valor foi roubado.

ATUALIZAÇÃO

De acordo com os repórteres Ciro José (Sucesso FM) e Dudi Bill (Rádio Cidade) a polícia militar avançou com a operação de busca aos criminosos em Itaguaru e no final da tarde de quinta-feira, anunciou a prisão de suspeitos, totalizando 06 pessoas identificadas como participantes do sequestro.

No entanto dois homens e uma mulher continuam foragidos. De acordo com a PM um dos homens identificados já é conhecido em Jaraguá. Valdomiro Oliveira é acusado das mortes do fazendeiro Valter de Freitas Machado (Tim) e do Mototaxista Deoclécio Timóteo de Amorim.

Valdomiro Oliveira, na foto divulgada pela polícia de Itaguaru aparece com documento falso, com o nome de Wilson José Oliveira, ele fugiu da cadeia de Jaraguá, quando estava próximo seu julgamento.

#Acusadodeduplohomicídioem #emJaraguáparticipoudesequestrodegerentedeb

midia02.png
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá