• Folha de Jaraguá

Presidente da câmara cobra do Estado prioridade na licença para o Clube de Parapente


Assim como havia prometido na sessão na câmara na semana passada, o presidente Werlon Coró (PDT), reforçou sua cobrança para que o Governo de Goiás, de uma solução ao Goiases Parapente Clube, quanto a questão da licença ambiental de uso do Parque Estadual Ecológico da Serra de Jaraguá, condição necessária para dar segurança jurídica para a realização do XCerrado em julho.

Werlon Coró esteve no final de semana na SECIMA (Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos), onde apresentou um pedido em nome dos 13 vereadores. O presidente quer a colaboração rápida do Estado, sob pena de Jaraguá, perder mais de 2 milhões de reais em receitas com o turismo que o parapente movimenta na cidade.

Para Werlon Coró, o Estado deve tratar a questão de Jaraguá como prioridade. “A câmara municipal, a qual eu represento como presidente, está fazendo a sua parte. Nós vamos somar forças para ajudar o Goiases Parapente Clube, porque nossa cidade tão carente de turismo não pode perder essa competição para outros lugares no Brasil. É uma questão burocrática que pode ser resolvida, se for dada a devida prioridade” comentou

O XCerrado é um competição nacional de parapente (vôo livre) que atrai mais de 150 pilotos, organizada pelo Goiases Parapente Clube, entidade de Jaraguá. Muitos desses pilotos chegam à cidade um mês antes da competição para realizar treinamentos e com isso movimenta boa parte do comercio e da prestação de serviços do município. Entre hotéis, bares, restaurantes, equipes de resgate e compras no comércio em geral.

Campanha-covid-saude-estado01.gif
GIF-JARAGUA-ATUALIZADO.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS

By R2 Soft - © 2016 Folha de Jaraguá