• Folha de Jaraguá

Ministério Público impõe multa de 400 mil ao Grupo Matias. Dinheiro será usado na reforma de abrigo


Durante evento que ocorreu na terça-feira, 24 de janeiro, no Abrigo Mãe Emília no Setor Solidariedade, o promotor de justiça Everaldo Sebastião de Souza, confirmou que a empresa Grupo Matias, foi multada em quase 400 mil reais, pelo descumprimento da lei de parcelamento do solo, ao implantar loteamentos em Jaraguá. Os recursos serão utilizados para reforma e ampliação do abrigo de idosos.

Os recursos serão gerenciados pela Prefeitura de Jaraguá, com prestação de contas aos promotores. “O loteador não cumpriu com a lei, nós entramos com um processo e um pedido de multa, que está entorno de 400 mil reais hoje” frisou.

Everaldo Sebastião de Souza, disse que um esboço do projeto de revitalização já está pronto e contempla a construção de um muro em uma área ao lado do abrigo, o terreno pertence ao município e hoje esta sendo usado como descarte de entulho.

O promotor disse que será marcada uma data para as assinaturas do convênio e a realização de uma solenidade formal. O representante do Ministério Público informou que a expectativa é de que os recursos sejam disponibilizados a partir do mês de abril. Nessa semana a advogada do Grupo Matias esteve no Palácio do Sol, para fechar detalhes do acordo.

O Grupo Matias, é um dos maiores empreendedores imobiliários do Vale do São Patrício e do Estado de Goiás, no entanto sem uma fiscalização efetiva da prefeitura nas últimas administrações, acabou descumprindo itens importantes da lei de parcelamento do solo e vem sendo alvo do ministério público, que já conseguiu impor outras multas ao grupo.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
radar novembro 2020.gif
petro-arabe2-17-8.gif
PATROCÍNIOS

© Copyright 2006 - 2021 Folha de Jaraguá